A chave para um local de trabalho seguro e compatível

outubro 6, 2020

Imprevistos acontecem! Quem nunca escutou essa expressão? De mau tempo a ataques cibernéticos, estar preparado para dar respostas rápidas quando algo acontece é premissa do trabalho dos gestores. Especialmente agora, em que a pandemia da Covid-19 chegou para provar que não é uma questão de se, mas sim, de quando algo inesperado vai acontecer.

Hoje, todos compartilham um desafio universal: permanecer em funcionamento, manter as pessoas seguras e sobreviver financeiramente. E em conversas com analistas de mercado, especialistas e clientes, confirmei que uma estratégia integrada e baseada em dados, sustentada pelas bases da gestão de ativos, é a única maneira eficaz de se adaptar às novas diretrizes e regulamentações.

E aí, vem as perguntas: quão bem você se preparou para isso? Como assegurar a saúde e a segurança dos seus colaboradores para garantir que operações críticas continuem em funcionamento, num momento em que as regras estão mudando tão rapidamente em resposta às circunstâncias?

Trajeto seguro

De casa para o trabalho, é preciso lidar com o desafio de um trajeto seguro. Se a sua equipe utiliza fretado da própria empresa, é preciso oferecer equipamentos de proteção individuais (EPIs) e, ao mesmo tempo, assegurar que a limpeza seja feita corretamente, dando atenção especial para todas as partes do ônibus que as pessoas possam encostar, incluindo catracas, por exemplo.

Outro ponto importante, é fazer uso de avisos e sinalizações para transmitir uma mensagem consistente sobre o distanciamento físico. Mas caso a sua equipe faça uso de transporte público, a comunicação interna, com orientações sobre como se proteger e quais equipamentos de proteção utilizar, é ainda mais necessária.

Dentro da empresa: a gestão de ativos faz toda a diferença

Conforme o pessoal retorna aos escritórios, o gerenciamento de ativos se torna essencial para ajudar a reorganizar o espaço e realocar equipamentos de segurança, como por exemplo câmeras térmicas que começaram a ser bastante utilizadas em função deste cenário.

Outro ponto importante é a manutenção de equipamentos, como o de ventilação, por exemplo, e a intensificação da limpeza de superfícies e troca de filtros. Neste ponto, a equipe de manutenção é parte fundamental da força de trabalho para esse tipo de emergência.

A movimentação interna dos funcionários também precisa ser repensada. A partir de agora, é mais desafiador programar as pausas no meio do dia, em função do limite de pessoas que podem circular no refeitório, por exemplo. Além disso, a adesão do time à utilização de máscaras e ao respeito ao distanciamento, precisa ser monitorada.

Os dados podem contribuir para manter todos seguros

Os mesmos sistemas que antes permitiam às empresas rastrear milhares de equipamentos e otimizar as atividades de manutenção e reparo, agora podem ser usados para garantir que a equipe seja treinada em novos equipamentos e procedimentos de proteção. Além disso, o mesmo relatório, cujos dados alimentam processos de regulamentação e conformidades, pode ser adaptado para atender a um conjunto de requisitos de segurança e saúde.

A gestão de ativos pode ajudar por meio do fornecimento de dados. Em indústrias de precisão, como a farmacêutica ou de manufatura, processos rigorosos de documentação, qualificação e certificação já existem. Em outros lugares, a supervisão, verificação e relatórios aprimorados estão se tornando o novo normal. Para todos os outros setores, a gestão de ativos ajuda a confiar em um sistema construído especificamente para este fim. A necessidade de abraçar esta causa, ou seja, a gestão de ativos, sempre existiu! Mas o novo contexto adiciona uma grande dose de urgência a esta tarefa.

Arquivado em
  • Technology
Produto
  • Infor EAM
Região
  • LATAM
Conecte-se conosco

Nós entraremos em contato em breve.